Arquivos

Marcadores

Curta no Facebook

Followers

Siga no Google +

Siga no twitter

Mural

Parceiros

Site protegido anti-plágio

Postado Por : Ereyuki 29 outubro, 2012

 Como hoje é o dia nacional do livro resolvi postar um poema do poeta Português, Pedro meixa, que encontrei em um site e achei bonito, quero dividir esse poema com vocês.






Nas estantes os livros ficam 
(até se dispersarem ou desfazerem) 
enquanto tudo 
passa. O pó acumula-se 
e depois de limpo 
torna a acumular-se 
no cimo das lombadas. 
Quando a cidade está suja 
(obras, carros, poeiras) 
o pó é mais negro e por vezes 
espesso. Os livros ficam, 
valem mais que tudo, 
mas apesar do amor 
(amor das coisas mudas 
que sussurram) 
e do cuidado doméstico 
fica sempre, em baixo, 
do lado oposto à lombada, 
uma pequena marca negra 
do pó nas páginas. 
A marca faz parte dos livros. 
Estão marcados. Nós também.
 

Autor: Pedro Meixa
Poema retirado do site: Citador

One Response so far.

  1. Emeraude says:

    A última parte arrepiou-me. Muito bom mesmo o poema! ^^

- Copyright © 2015 Opção Anime - Fansuber Otaku - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -